Porcelanato de verdade

É muito comum presenciarmos propagandas de porcelanatos a preços ínfimos. Quando ouvimos tais ofertas surgem várias dúvidas: Será mesmo porcelanato? Por que tão barato? Por que outras lojas operam preços tão elevados?

A Anfacer, associação nacional de fabricantes de cerâmicas, com o objetivo de orientar clientes e consumidores sobre as características do porcelanato e diferenciar os produtos que atendem aos requisitos da ABNT NBR 15463, criou o Selo da Qualidade para Porcelanato.

Antes de entendermos a importância de tal selo, vamos entender o que efetivamente é porcelanato.

O porcelanato é um produto cerâmico declarado pela Norma ISO 13006/NBR13818 com especificação BIa significando material prensado com absorção de água menor ou igual a 0,5%. Ou seja, é um produto com baixíssima absorção d’água.

Devido a sua característica de absorção próxima a zero, é necessário utilizar em seu assentamento argamassas (colas) especiais, ao invés das tradicionais massas de assentamento utilizadas para cerâmicas, pedras e granitos. Também cabe ressaltar que devido a sua dureza é necessário utilizar discos de corte ou dispositivos de corte com borda cortante diamantada.

O porcelanato é também o revestimento cerâmico de maior valor agregado e com alto desempenho. A primeira norma mundial para porcelanato ABNT NBR 15463 foi criada por iniciativa da industria brasileira e estabelece os critérios específicos do produto:

  1. Baixa absorção d’água;
  2. Resistência a flexão;
  3. Resistência a gretamento (O termo "gretamento" diz respeito às fissuras da superfície esmaltada, semelhantes a um fio de cabelo);
  4. Resistência a manchamento;
  5. Resistência a ataques químicos;
  6. Resistência a abrasão;
  7. Característica dimensional precisa.

O selo veio, justamente para diferenciar e valorizar os porcelanatos que atendam aos requisitos da norma, assim dando segurança ao consumidor, ao arquiteto e ao construtor.

Com ele também será possível, além de protege o consumidor, estimular a certificação dos produtos cerâmicos, combater a não conformidade intencional, evitar o uso indevido da terminologia Porcelanato e atender aos programas governamentais que visam fomentar a conformidade de materiais para construção civil.

Sendo assim, a partir de setembro de 2015, mês em que o selo passa a ter validade, quando nos depararmos com propagandas de porcelanatos a preços irrisórios, imediatamente saberemos se realmente se trata de porcelanato ou de uma cerâmica qualquer.